terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Canudos

A Guerra de Canudos é tida como um dos principais conflitos que marcam o período entre a queda da monarquia e a instalação do regime republicano no Brasil


Na República Velha,aconteceram dois movimentos camponeses muito importantes:Canudos e Contestado.Ambos foram destruídos com violência pelas autoridades a mando dos latifundiários.

Canudos era uma comunidade pobre no sertão da Bahia,no fim do século XIX.Ocupava uma área de terra sem dono.As pessoas foram ocupando o lugar lentamente,construindo uma casinha ali,um galinheiro acolá,uma lojinha por perto...até que surgiu uma cidade de 30 mil habitantes.


O líder da comunidade de Canudos era o pregador religioso Antônio Conselheiro.Ele afirmava que o Messias (Deus) logo iria voltar a Terra e queimar os homens maus em fogo e enxofre.E quem eram os "homens maus"? Para aquelas pessoas,a "maldade" estava nos poderosos coronéis e nos novos governantes da República,que ignoravam o sofrimento do povo e permitiam a criação de novos impostos para os pobres pagarem.Os "bons",claro,eram aqueles que viviam na comunidade.

Canudos começou a incomodar os poderosos.Os coronéis se irritavam com os sertanejos,que pareciam viver com autonomia.A Igreja não aceitava que houvesse um homem fazendo pregação religiosa por conta própria.Os homens do governo começaram a se preocupar quando receberam notícias de que Antônio Conselheiro fazia discursos contra a República e a favor da monarquia.A mudança do regime não tinha transformado em quase nada a vida dos sertanejos.Eles continuavam abandonados pelo governo.Pior ainda: o novo regime republicano permitiu a criação de novos impostos.Dá para entender as críticas de Antônio Conselheiro a República.É claro que Canudos não era um movimento de luta pelo retorno a monarquia.Mas foi dessa maneira que as autoridades da capital interpretaram o movimento.É bom lembrarmos que a República não tinha completado ainda dez anos de existência,e muitos republicanos temiam a queda do regime.O preço desse medo iria ser pago pelos homens e pelas mulheres do distante sertão da Bahia.

O pior veio a seguir.Em nome da defesa da República contra "os fanáticos manipulados pelos monarquistas",o presidente (Prudente de Morais) enviou expedições militares contra Canudos.Os camponeses se defenderam com astúcia,utilizando táticas de guerrilha.Derrotaram três expedições militares seguidas! Mas na quarta expedição chegaram milhares de soldados do exército comandados por dois generais.Os camponeses nada puderam fazer contra uma força militar gigantesca que contava até com canhões Krupp,importados da Alemanha.Depois de três meses de combate,Canudos foi derrotada.Todos os bravos defensores tinham caído em combate.Os latifundiários podiam dormir em paz... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário