sexta-feira, 28 de junho de 2013

Hoje na História: Atentado de Sarajevo

Hoje, dia 28 de junho, há exatos 100 anos, ocorria o atentado de Sarajevo, estopim para a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).




"Hoje sabemos que o atentado não contou com a aprovação da Sérvia, cujo governo não estava interessado em provocar uma crise naquele momento. Alheios à vontade de Belgrado (capital da Sérvia), os rapazes da jovem Bósnia se armaram e foram esperar o arquiduque nas ruas de Sarajevo. Quando este, com sua esposa e demais membros da comitiva, dirigia-se ao edifício da Câmara Municipal, um primeiro conspirador não conseguiu tirar o revólver do bolso porque havia muita gente ao seu redor; o segundo entrou em pânico e nada fez; o terceiro teve pena da esposa do potentado austríaco. Por sua vez, o quarto foi para casa e o quinto (...) lançou uma bomba que não atingiu o alvo, sendo preso. O último conspirador, ouvindo a explosão, achou que o atentado obtivera êxito e abandonou o local. Ao ver passar o cortejo, compreendeu que a conspiração falhara. Desapontado, sentou-se à mesa de um café. Depois da recepção na sede da Municipalidade, o arquiduque, em virtude de ordens erradas transmitidas ao condutor do carro, voltou a percorrer as ruas da cidade, passando em frente ao café onde se encontrava o sexto conspirador, cujo nome era Gavrilo Prinzip. Este, surpreso em  se ver bem defronte do carro aberto que levava o arquiduque e sua esposa, deixou o salão do café, pisou no estribo do carro e sacou o revólver. Um policial percebeu as intenções do jovem estudante e procurou sua mão, quando foi atingido por um golpe de alguém que estava por perto. Prinzip disparou contra o arquiduque; em seguida, apontou para o general Potorek, atingindo a condessa Sofia. Meio-dia de 28 de junho de 1914: o casal imperial austríaco estava morto."

RODRIGUES, Luiz Cesar B. A Primeira Guerra Mundial.21.ed.São Paulo, Atual, 2008. p.52-53.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. O atentado de Sarajevo reforçou ainda mais a rivalidade entre as potências europeias: os franceses não se conformavam com o fato de terem perdido a Alsácia e a Lorena para os alemães na guerra franco prussiana (1870).Os alemães,por sua vez,alimentavam o desejo de aumentar seu império colonial.Por terem participado tardiamente na corrida imperialista,já que a unificação do país só ocorrera m 1871,eles se sentiam insatisfeitos com a partilha que tinham recebido da África e da Ásia.Os italianos também se unificaram tardiamente e também passavam pela mesma situação.Resumindo,no dia 28 de junho de 1914 o governo do Império Austro-húngaro,contando com o apoio da Alemanha,parceira na Tríplice aliança,declarou guerra a Sérvia,culpando as suas autoridades pelo assassinato do arquiduque.Os russos,aliados dos sérvios,prepararam suas tropas.Fiéis à sua aliança com o governo da Áustria,os alemães declararam guerra aos russos e franceses,que integravam o bloco da Tríplice Entente juntamente com os ingleses.Em agosto de 1914,o governo da Inglaterra se juntou a Entente e entrou no conflito.Em pouco tempo,outros povos fizeram alianças para garantir seus interesses.Era iniciada a Primeira Guerra Mundial.

      Excluir