quinta-feira, 29 de agosto de 2013

A Guerra dos Mascates (Pernambuco,1710 - 1711)



Desde a expulsão dos holandeses do Nordeste e a consequente decadência da economia açucareira,a aristocracia rural da Vila de Olinda,em Pernambuco,enfrentava dificuldades econômicas.Continuava,no entanto,controlando a vida política da capitania,através de sua Câmara Municipal,à qual estava submetido o povoado de Recife.

Enquanto Olinda decaía economicamente,Recife prosperava graças ao intenso comércio exercido pelos portugueses,apelidados de Mascates.Além dos grandes lucros obtidos com a venda de mercadorias,os comerciantes passaram a emprestar dinheiro aos olindenses a juros altos.Assim,Recife se transformava no principal centro econômico de Pernambuco,enquanto Olinda mantinha o predomínio político.

Em 1709,os comerciantes de Recife conseguiram da Coroa sua emancipação,deixando de ser um simples povoado e obtendo o estatuto de Vila independente,com condições de vir a ser o centro político de Pernambuco.Os olindenses,então,sentindo-se prejudicados,invadiram Recife,iniciando a Guerra dos Mascates.

Os conflitos terminaram em 1710,quando Portugal nomeou Félix José Machado governador de Pernambuco.Este prendeu os principais envolvidos no conflito e manteve a autonomia de Recife.No ano seguinte,todos os revoltosos foram anistiados e Recife passou a ser sede administrativa de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário