domingo, 15 de dezembro de 2013

A Civilização Cretense

Localização da Ilha de Creta.

Por volta de 3000 a.C., a Ilha de Creta,no Mar Mediterrâneo,já havia sido ocupada pela civilização cretense,uma importante civilização que antecedeu a dos gregos.Também chamados de minoicos,em razão de seu lendário rei Minos,os cretenses se desenvolveram e atingiram seu apogeu cerca de mil anos após terem ocupado essa ilha.A reconstituição da história dessa civilização foi e ainda é difícil,porque faltam documentos escritos.Restaram,no entanto,vestígios de palácios,túmulos,estátuas,vasos e outros objetos.Arqueólogos encontraram placas,que,depois de decifradas,revelaram apenas o nome de sacerdotes e funcionários.Os povoadores de Creta eram provavelmente arianos procedentes da Ásia Menor.Outros levantam hipóteses de que fossem mediterrâneos,por serem baixos e morenos,nada parecidos com arianos e semitas. 

Os gregos transmitiram relatos sobre a história de Creta.Um desses relatos é sobre a lenda do Minotauro: O rei de Creta,Minos,mandou construir um labirinto para prender uma feroz criatura,o Minotauro.Todos os anos,os habitantes de Atenas deveriam enviar sete rapazes e sete moças para o labirinto da criatura.Inconformado com a situação pela qual a cidade passava por todos os anos,um jovem,chamado Teseu,decidiu enfrentar o Minotauro e misturou-se entre os jovens que iriam para o labirinto naquele ano.Chegando em Creta,Teseu conheceu Ariadne,filha de Minos.Os dois apaixonaram-se.A princesa decidiu ajudar o jovem,oferecendo-lhe um novelo de lã para que ele pudesse marcar o caminho de volta e sair do labirinto.Com isso,Teseu entrou no labirinto,matou o Minotauro e libertou a cidade de Atenas do terrível pagamento do tributo.

Teseu combatendo o Minotauro, de Jean-Étienne Ramey, mármore, 1826,Jardins das Tulherias, Paris.


O Palácio de Cnossos

Ruínas do Palácio de Cnossos.

Cnossos foi o maior dos palácios cretenses e,mais tarde,a maior cidade de Creta no período clássico.Escavado sobretudo por Sir Arthur Evans,a sua história é fundamental para conhecer a civilização da Idade do Bronze em terras gregas.Foi aqui que Evans encontrou pela primeira vez aquilo que procurava,provas da linguagem escrita da Idade do Bronze grega.Os arquivos em placas de barro que descobriu permitiram,mais tarde,que estudiosos construíssem uma imagem bastante precisa de muitos aspectos da sociedade e da economia de Creta.Mas a primeira impressão que perdura da cultura principesca de Cnossos é a de ser muito rica,mas quase mais fina do que rica,embora também possua o seu lado sinistro.

Um dos vários afrescos do Palácio.

O Palácio foi construído,cerca de 1900 a.C., sobre uma pequena elevação que cobria os restos de milhares de anos de habitação humana.Além de ser residência da família real,o palácio era o centro administrativo,econômico e religiosos da Ilha de Creta.Por isso,em suas dependências foram construídos armazéns e oficinas,além de santuários e residências para os funcionários.Cnossos foi arruinado por mais de uma vez,e no seu último período florescente,cerca de 1400 a.C.,esteve sob o controle Micênico.Mas mesmo após o colapso da civilização palaciana houve outra Cnossos,uma cidade com cerca de um quilômetro quadrado que cresceu mesmo a norte das ruínas.Nas lendas clássicas gregas,Cnossos era o palácio de Minos,um rei muito mais grandioso do que Agamémnon de Argos.Os cretenses possuíam um cerâmica de grande beleza e elevada qualidade.Nas escavações realizadas foram encontrados um complexo sistema hidráulico,sanitários,uma rede de água e esgoto,composta por um sistema de aquecimento de água.Esses benefícios eram reservados apenas para a família real e os membros da corte cretense.

Os cornos de pedra do touro,ou Cornos da Consagração,são um dos símbolos religiosos minóicos mais comuns.

Afresco das Mulheres Pugilistas.Muitos dos temas dos afrescos do palácio são desportivos ou de ar livre: eram mais frequentemente decorativos do que religiosos.


Economia

Os cretenses cultivavam cereais,vinhas e oliveiras.Eram habilidosos com trabalhos em metais e cerâmica.Seus vasos de cerâmica e bronze eram vendidos em todo o Mediterrâneo oriental.Considerados fundadores do primeiro império marítimo,construíam navios de até 20 metros de comprimento.Seus mercadores vendiam vasos com azeite e vinho,artigos de bronze e estofos.Compravam minérios,marfim e perfume.Tinha o monopólio do comércio no Mar Egeu.Os faraós lhes deram exclusividade no transporte do cedro do Líbano para o Egito.Trocavam produtos ou pagavam com grossos discos ou placas de bronze de até 30 quilos.

Religião Cretense

Estátua representando a Deusa-Mãe.

A principal divindade cretense era a Deusa-Mãe ou a Grande-Mãe,protetora da terra e da fertilidade,representada por uma pomba e uma serpente.Não havia templos.Celebravam cultos em lugares elevados,cavernas e capelas dos palácios.Havia festas religiosas com danças e torneios,em que destacavam-se acrobatas que se exibiam sobre touros (tauromaquia).


A Invasão de Creta

Sala do trono no Palácio de Cnossos.

Por volta de 1450 a.C., uma série de catástrofes naturais atingiu a Ilha de Creta,destruindo seus portos e tornando suas cidades vulneráveis.Valendo-se da fragilidade de seus vizinhos,os aqueus,principal povo micênico,invadiram Creta e tomaram o Palácio de Cnossos.A partir de então,o intercâmbio entre essas duas culturas tornou-se mais intenso,dando origem a chamada civilização Creto-Micênica,considerada por muitos estudiosos a ancestral direta da antiga civilização grega.



FONTES: ARRUDA,A.José Jobson de; PILETTI,Nelson.Toda a História.História geral e História do Brasil.São Paulo: Ática,1994.

PELLEGRINI,Marco; DIAS,Adriana Machado; GRINBERG,Keila.Novo olhar - História.São Paulo: FTD,2010. - (Coleção novo olhar). 

Atlas of the Greek World. Vol.1. England: Andromeda Oxford Limited. Edições del Padro,1996. Tradução de: Ana Berhan da Costa.


CRÉDITO DAS IMAGENS: http://www.historiazine.com
                                     http://pt.wikibooks.org
                                     http://commons.wikimedia.org
                                     http://umpouquinhodecadalugar.com













Nenhum comentário:

Postar um comentário