segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

O Desenvolvimento Tecnológico do Século 19


A grande quantidade de descobertas científicas e inovações tecnológicas, no século 19, transformaram de forma drástica o cotidiano e a forma de ver o mundo e o homem. Nascia uma crença no progresso, crença de que todos os males poderiam ser equacionados de forma técnica. As invenções que mais marcaram a vida das pessoas foram aquelas relacionadas aos transportes e aos meios de comunicação. Com diversos melhoramentos técnicos, esses inventos logo ganharam aplicações comerciais.

Esse progresso material era bem representado nas Exposições Universais. Governos e empresários se uniam e montavam essas exposições. Produtores de cada país exibiam seus melhores artefatos, invenções e engenhocas. Entre 1850 e 1900 foram realizadas 10 exposições, nas cidades de Londres (Inglaterra), Paris (França), Viena (Áustria), Filadélfia e Chicago (Estados Unidos). As exposições faziam sucesso e foram visitadas por milhões de pessoas.



Na exposição de 1889, comemorando o centenário da Revolução Francesa, foi inaugurada a Torre Eiffel, uma fabulosa torre treliça de ferro, localizada no Champ de Mars, em Paris. Foi projetada pelo engenheiro Gustave Eiffel. Na exposição de 1900, foi construído uma palácio monumental iluminado por 12 mil lâmpadas, onde estavam expostos inventos de todos os tipos. Eram exibidos filmes de Louis Lumière, mostrando a grande novidade do momento: o cinematógrafo. No mesmo ano era inaugurado o metrô de Paris, com 10 quilômetros de linha. Era mais um meio de transporte que se somava as ferrovias, aos bondes elétricos e aos barcos a vapor.

Em 1863 foi inaugurada a primeira linha de metrô, na cidade de Londres. Em 1875, foi inaugurado o metrô de Istambul,na Turquia; em 1896, o de Budapeste, na Hungria; e, em 1898, o de Viena, no Império Austro - Húngaro. No Brasil, em 1900, havia um projeto para implantar o metrô na cidade de São Paulo, mas devido a falta de apoio governamental a proposta não vingou.A primeira linha de Metrô da América Latina foi a de Buenos Aires, inaugurada em 1913.

O Petróleo

A partir da Segunda Revolução Industrial, o petróleo e seus derivados, como a gasolina, o diesel, o querosene e o óleo combustível e o gás, começaram a ser utilizados na produção de energia. Até então, a principal fonte de energia era o carvão, utilizado desde o início da Revolução Industrial, na Inglaterra. 

A Eletricidade

A eletricidade começou a ser amplamente aproveitada a partir da invenção do dínamo (gerador) pelo alemão Werner von Siemens, (1866). Depois, os geradores foram sendo aperfeiçoados e usados em estradas de ferro, (1879), na iluminação pública, (1880) e nos serviços de transporte - em elevadores e bondes elétricos, (1881).

Principais Marcos e Inventos

em síntese,os principais marcos e  inventos foram:

- Em 1846, a máquina de costura é inventada pelo estadunidense Elias Howe.

- Em 1854, a lâmpada incandescente é inventada por Thomas Edison. 

- Em 1859 é perfurado o primeiro poço de petróleo, nos Estados Unidos.

- Em 1866 é inventado o motor de combustão interna, por Nikolaus Otto.

- A máquina de escrever é inventada por Christopher Sholes e Carlos Glidden, em 1867.

- Em 1876 o primeiro telefone é patenteado por Alexander Graham Bell e Alisha Gray.

- O processamento de aço é criado por Sidney Thomas e Gilchrist, em 1877.

- Entre 1895 e 1896, são inventados o aparelho de transmissão de rádio e o telégrafo sem fio, pelo físico italiano Guglielmo Marconi.

- Em 1895 os irmão Auguste e Louis Lumière inventam o cinematógrafo.

- Em 1885 o motor a gasolina foi inventado pelos alemães Gottlieb Daimler e Carl Friedrich Benz, e o primeiro carro foi criado logo depois.

- A turbina a vapor é inventada por Charles Algernon Parsons, em 1890.

- Em 1892 o motor a óleo diesel foi inventado pelo alemão Rudolph Diesel.

- O dirigível foi inventado por Ferdinand von Zeppelin, em 1900.


É importante lembrar que, entre as principais matérias primas da indústria do século 19, estavam o aço e a borracha. 

Os benefícios gerados por todos esses avanços tecnológicos, no entanto, não atingiram todos os habitantes da Europa, e muito menos todos os países dos demais continentes. A fome e os surtos epidêmicos continuaram sendo grandes problemas nas áreas menos desenvolvidas do continente europeu, como a Rússia, e do mundo. A Belle Époque gerada pelo progresso da ciência e da tecnologia,era apenas um sonho para os habitantes dos países ainda não inseridos no capitalismo industrial. 


CRÉDITO DAS IMAGENS: http://www.dear-book.net
                                   http://professorsergiomonteiro.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário