quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Os Negros no Brasil

Na gravura do século 18,um mercador de escravos é mostrado durante uma contratação.


Capturados na África,os primeiros negros escravizados chegaram em terras brasileiras na primeira metade do século 16,possivelmente em 1532.Na América,o registro mais antigo da presença de africanos escravizados data de 1502,em São Domingos,nas Antilhas.A vinda forçada dos negros para o Brasil se explica por dois fatos: O seu tráfico garantia bons lucros para os envolvidos e necessitava-se de uma boa força de trabalho na nascente economia canavieira.

Durante vários séculos,desde o ciclo da cana-de-açúcar (séculos 16 e 17) até o ciclo do café (séculos 19 e 20),o negro foi a grande força de trabalho que sustentou as atividades econômicas do país.Esteve presente na agroindústria açucareira da região Nordeste,no início do século 16; No ciclo minerador nos séculos 17 e 18 em Minas Gerais e na região Centro-Oeste; No ciclo do algodão nos séculos 17 e 18 no Maranhão e no Ciclo do Café no século 19,na Região Sudeste.A importância da mão-de-obra escrava era tanta que,entre 1820 e 1860,o Brasil recebeu 1.200.000 negros escravizados,mais que o dobro da quantidade recebida por toda a América espanhola no mesmo período.

Gravura representando a captura de negros destinados à escravidão,no Congo.

Os negros eram provenientes de raptos,guerras,ou simplesmente comprados ou trocados por mercadorias.Em seguida,os negros eram transportados da África para o Brasil nos navios negreiros.Nos navios negreiros os escravos eram amontoados,mal-alimentados,sofriam castigos e eram mantidos em completa promiscuidade.Muitos não aguentavam e morriam no decorrer da viagem.Quando chegavam no Brasil,eram vendidos de acordo com o sexo,idade,procedência e etc.

Nègres a Fond de Calle (Negros no Porão de Navio) – Johann Moritz Rugendas – Da obra “Voyage Pittoresque au Brésil” (1835).

Estima-se que a quantidade de escravos que entraram no Brasil varia entre 3,5 e 4 milhões,que é a cifra mais aceitada pelos estudiosos.


Mapa representando a origem e o destino dos escravos.

Dois grupos de escravos se destacaram: os Bantos e os Sudaneses.Os Bantos eram provenientes da Angola,do Congo e de Moçambique,são descritos como mais atrasados culturalmente e de feições mais rudes.dividiam-se em dois subgrupos: angola-congoleses e moçambiques.Tinham como destino Maranhão, Pará, Pernambuco, Alagoas, Rio de Janeiro e São Paulo.Os Sudaneses eram provenientes de regiões próximas ao Golfo da Guiné (África Ocidental),que correspondem nos dias de hoje a países como Guiné,Costa do Marfim,Burkina,Gana,Togo,Benin e Nigéria.Os Sudaneses eram altos e corpulentos e de nível cultural elevado.Tinham como principal destino Salvador.Posteriormente,muitos deles foram levados para trabalhar nas Minas Gerais na extração do ouro.Detalhe,foram de grande importância nessa região, pois,tinham milênios de experiência em mineração,sendo conhecidos como Escravos Britadores.Os Sudaneses estavam divididos em dois grupos: hauçás,mandingas e fulas (islamizados); iorubas,nagôs,jejes e fanti-achantis (não-islamizados).

Além de contribuir para o desenvolvimento econômico do país e na formação étnica da população brasileira,o negro influenciou fortemente na natureza cultural da sociedade brasileira.Na música popular e na dança contribuíram com o maracatu,samba e frevo.Trouxeram instrumentos musicais presentes até os dias de hoje em nossa cultura,como o atabaque,agogô e berimbau.Na alimentação trouxeram temperos e inovações,como o vatapá,a feijoada,o acarajé,o azeite-de-dendê e o pé-de-moleque.Na religião,graças ao sincretismo,conseguiram preservar suas raízes no candomblé e na umbanda.



FONTES: 
COELHO,Marcos de Amorim.Geografia do Brasil. 4.ed. rev.atual.e ampl. São Paulo: Moderna,1996. (Série sinopse).


CRÉDITO DAS IMAGENS: http://www.klepsidra.net  
                                    http://walterlinhistoria.zip.net 
                                    http://www.revistadehistoria.com.br








  

Nenhum comentário:

Postar um comentário