quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Ruas e Moradias da Inglaterra Industrial


Nas cidades industriais da Inglaterra,a massa operária comprimia-se em bairros de ruas estreitas,tortas e sujas,infestadas de mendigos,prostitutas e desempregados.Os bairros eram "pintados" pela fumaça e pela fuligem das fábricas.Sujeira,alimentos estragados e miséria tomavam conta das ruas.

As habitações dos operários se localizavam próximo as fábricas e eram construídas pelos próprios empregadores,que as alugavam aos trabalhadores.As casas,de dois andares e geminadas,abrigavam um grande número de pessoas.No piso superior,localizava-se o quarto,onde as pessoas se amontoavam para dormir.No andar de baixo ficava a cozinha.Os banheiros eram fossas,pois a rede de esgoto era inexistente.Eles ficavam fora da casa e exalavam "vapores" horríveis.O serviço  de coleta de resíduos e limpeza das fossas existia somente em alguns bairros.Os resíduos coletados eram vendidos como esterco para os agricultores.Em outros bairros,os resíduos eram jogados na própria rua.As dificuldades não paravam por ai.A água era fornecida em bicas espalhadas pela cidade.Filas enormes eram formadas para obter um balde do líquido.

Outro aspecto precário era a alimentação.Ela era pobre e consistia basicamente em batata,arenque,tripa de animais,orelha de porco e pé de cabrito.O pão era o item principal.Essas condições precárias de moradia e alimentação,contribuíam para a ocorrência frequente de doenças como cólera e tuberculose.

As condições de vida e de trabalho eram caracterizadas pela miséria, o operário trabalhava cerca de 14 horas por dia em condições insalubres, não havia uma legislação trabalhista e a exploração era ainda maior em relação às mulheres e às crianças, que viviam em locais semelhantes a cortiços.(CLAUDIO B. RECCO,Folha de S.Paulo.História: A Revolução Industrial na Inglaterra.08/08/2002)


CRÉDITO DA IMAGEM: http://imagohistoria.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário