segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Os Jogos Olímpicos na Alemanha Nazista

 Pôster dos Jogos Olímpicos de 1936.

No ano de 1936, os jogos Olímpicos seriam realizados em um país fortemente marcado por uma ideologia totalitária: A Alemanha nazista.Em votação realizada em 1931, os membros do COI (Comitê Olímpico Internacional) escolheram Berlim para sede da XI Olimpíada. Foram 43 votos contra 16 conferidos a Barcelona e oito abstenções. Não passava pela cabeça de ninguém que, dois anos depois, Adolf Hitler e os nazistas dominariam a Alemanha.

Antes de subirem ao poder os nazistas consideravam a Olimpíada um "infame festival promovido pelos judeus". Depois da Escolha de Berlim como sede dos jogos, os nazistas diziam que as Olimpíadas não seria realizadas na Alemanha. Depois que Hitler assumiu o poder, as opiniões mudaram.Adolf deu-se conta do imenso potencial de propaganda dos jogos, que ofereciam a oportunidade de provar a suposta superioridade da raça ariana que defendia em sua obra, Mein Kampf (minha luta). Com as liberdades individuais restringidas,a Gestapo, a polícia secreta do Estado, estava presente em todas as partes, controlando a vida de cada cidadão. As prisões ficavam lotadas com inimigos do regime e uma onda de perseguições foi desencadeada contra as minorias: judeus, comunistas, negros, ciganos e homossexuais.

 Maratona. Numa Berlim repleta de bandeiras nazistas, os atletas disputam a prova mais tradicional das Olimpíadas.

Vários países do mundo se manifestaram. " Ir a Berlim é aceitar tornar-se cúmplice dos carrascos", discursava em 1935 o deputado comunista francês Florimond Bonte, opondo-se ao racismo e ao anti-comunismo nazista. "Somos franceses antes de ser esportistas", afirmou Louis Rimet, presidente do Comitê do Esporte Nacional Francês. 

Nos Estados Unidos, Ernest Lee Jancke, membro do COI, iniciou uma campanha contra a participação estadunidense. Recebeu apoios importantes, como o do jornal New York Times e das universidades estadunidenses de Long Island, de Notre Dame e de Nova York, que se recusaram a ceder seus atletas para a seleção dos Estados Unidos.

Na Europa, grupos democráticos e socialistas tentaram realizar jogos alternativos para concorrem com os de Hitler: os Jogos Populares de Barcelona. Reuniram-se mais de mil atletas de vários países. Compareceram delegações não oficiais dos Estados Unidos, França e Inglaterra, entre outras. Mas no dia do início das competições teve início a Guerra Civil Espanhola e os jogos foram cancelados.

Entrada do Estádio Olímpico de Berlim em 1936.

Os nazistas organizaram uma Olimpíada com muita pompa. Além do estádio olímpico, com capacidade para 100 mil pessoas, edificaram oito instalações esportivas, entre estádios menores, ginásios e o parque aquático, com capacidade para 18 mil espectadores. espalhadas por cinemas e teatros da cidade e com imagens projetadas por circuito interno em enormes panos brancos retangulares pendurados, espectadores privilegiados assistiram à transmissão da abertura e de algumas provas dos Jogos através da recém inventada televisão. Foram as Olimpíadas mais modernas realizadas até então.

Campanhas do governo educavam a população para o grande evento. Hitler 
Proibiu a circulação do jornal anti-semita “Der Stürmer”, do hidrófobo Julius Streicher e permitiu que alguns judeus participassem na delegação alemã. Nas escolas, as crianças aprendiam lições de como receber os visitantes. As avenidas foram enfeitadas com bandeiras brancas e vermelhas. As brancas estampavam os coloridos círculos olímpicos. As vermelhas, a cruz suástica.

Durante os desfiles das delegações, manifestações nacionalistas exaltadas davam o clima dos jogos. Ao passar pela tribuna, os austríacos fizeram a saudação nazista. Foram muito aplaudidos. Os búlgaros passaram marchando em ordem unida. Mais aplausos. Os franceses fizeram a saudação olímpica, confundida com o gesto nazista, e foram igualmente festejados. Os estadunidenses levaram a mão ao peito e passaram diante do constrangedor silêncio da plateia e das tribunas. Os ingleses simplesmente viraram a cabeça para o camarote das autoridades. Receberam um estrondosa vaia.

Hitler e Jesse Owens

Jesse Owens em Berlim, 1936.

A história que se conta sobre Jesse Owens e Hitler é a seguinte: Depois que Owens bateu o recorde em salto e venceu o alemão Luz Long, Hitler, diante de cem mil pessoas, teria abandonado o estádio. Atualmente sabe-se que a história não foi essa. O que ocorreu, em síntese, foi: Quando a primeira medalha de ouro foi conquistada por um atleta alemão, o arremessador Hans Wölke, Hitler foi pessoalmente cumprimentá-lo. Na mesma ocasião congratulou-se com mais três fundistas filandeses e duas atletas alemãs.Foi então que o Presidente do Comitê Olímpico resolveu intervir. Disse a Hitler que ele, na qualidade de convidado de honra, deveria doravante ou cumprimentar todos os atletas vencedores ou não felicitar mais nenhum. Como não podia estar presente a todos os momentos em que os campeões eram agraciados, Hitler optou então por não descer mais da tribuna de honra.

Quando Jesse Owens ganhou as medalhas, Hitler já tinha tomado a sua decisão. E, ao contrário de ter-se mostrado indignado, abanou efusivamente para o grande atleta. Nas palavras do próprio Jesse: “Quando eu passei, o Chanceler se ergueu, e acenou com a mão para mim: eu respondi ao aceno...”

A razão do gesto é muito simples. O Nazismo exaltava acima de tudo, em seu profundo anti-intelectualismo, o vigor físico e a estampa, não importando qual fosse a raça.

Aquele que revelasse alguma musculatura e virilidade,harmonizada num belo corpo, tinha sua imediata aprovação. Quem realmente discriminava os negros era a delegação norte-americana, que os segregavam durante os próprios jogos olímpicos.


FONTES: CAMPOS, F; CLARO, Regina. A Escrita da História. A política das armas e as armas da política. São Paulo: Escala Educacional, 2010.

Hitler nas Olímpiadas. Artigo de Voltaire Schilling. Disponível em: http://educaterra.terra.com.br/voltaire/artigos/alem_hitler_olimpiadas.htm Acesso em 27/01/2014.

CRÉDITO DAS IMAGENS: http://commons.wikimedia.org/
                                   http://www.quadrodemedalhas.com/
                                   http://acervo.oglobo.globo.com/







Nenhum comentário:

Postar um comentário