quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Pesquisadora acredita ter encontrado a localização dos Jardins Suspensos da Babilônia


Uma pesquisadora da Universidade de Oxford tem razões para acreditar que tudo o que se sabia sobre uma das sete maravilhas do mundo pode ser o resultado de um grande engano. A Dra. Stephanie Dalley afirma que as especulações arqueológicas sobre Jardins Suspensos da Babilônia estavam procurando no  “lugar errado, com o monarca errado e no tempo errado”.

Os estudos da Dra. Dalley apontam que a construção dos jardins, até então atribuídas aos Babilônios, sob os auspícios de Nabucodonosor, teriam sido, na verdade, obra dos assírios e seu rei Sennacheribe, há 2.700 anos. Responsável por mais de 20 anos de pesquisa sobre o assunto, Dalley é uma autoridade mundial na interpretação de escrituras em cuneiforme.

“As transcrições falam que os jardins ficavam Ninevah. Mas a cidade está tão longe da Babilônia que poucos davam importância ao fato”, explica a Dra. Dalley. “Os assírios conquistaram o território dos babilônios, e a sua capital ganhou o nome de Nova Babilônia. Foi isso que gerou a confusão por tanto tempo”.                       

Dallei afirma ainda ter identificado o local exato onde os Jardins Suspensos da Babilônia teriam sido construídos. A área, um dos lugares mais perigosos do planeta na atualidade, fica na região do norte do Iraque. Veja na imagem abaixo:


Disponível em: http://noticias.seuhistory.com/



Nenhum comentário:

Postar um comentário