quarta-feira, 28 de maio de 2014

A Medicina grega

Hipócrates: "o pai da medicina"

No início, a Medicina grega era ligada à visão religiosa e empírica, tanto que as divindades dessa ciência eram: Asclepius, deus da medicina; Hygieia, a Saúde e Panacea, a cura. Com o surgimento da Filosofia, e, logicamente, dos filósofos, a Medicina torna-se científica, por meio da observação e da experimentação.

" Também a medicina grega iniciou-se com os filósofos. Um de seus pioneiros foi Empédocles [...]. Descobriu que o sangue flui do coração e volta a ele, e que os poros da pele suplementam o trabalho das trocas respiratórias. Mais importantes foram os trabalhos de Hipócrates de Cós, nos séculos V e IV [a. C.]. Por consenso geral, ele é tido como pai da Medicina. Martelava nos ouvidos de seus discípulos a doutrina de que 'toda doença tem uma causa natural e sem causas naturais nada acontece'. Além disso, [...] lançou os fundamentos da clínica médica. Descobriu o fenômeno da crise na moléstia e fez progredir a prática da cirurgia. Embora tivesse um largo conhecimento das drogas, confiava muito mais no valor terapêutico da dieta e do repouso ".

(BURNS, Edward M. História da civilização ocidental. 44. ed. Porto Alegre: Globo, 2005. p. 112).


CRÉDITO DA IMAGEM: http://www.ghtc.usp.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário