segunda-feira, 28 de julho de 2014

Fúria animal na Ilha Ramree

No Pântano de Ramree, os soldados japoneses encontraram um trágico fim. Com mais de 5 metros, os crocodilos de água salgada mataram centenas de homens que não se renderam e morreram em honra à pátria.

O maior número de mortes humanas causada por um único animal pode ter ocorrido durante a Batalha da Ilha Ramree, em 19 de fevereiro de 1945. Cerca de 1000 soldados japoneses tiveram que escapar de um ataque dos Aliados atravessando um pântano infestado de crocodilos de água-salgada. 

A resistência japonesa, encurralada no pântano, prosseguiu durante dias sem que jamais se rendessem. Com os dias, vários soldados morreram por fome ou falta de água, mas sobretudo, pelas péssimas condições do terreno e o espreito da fauna selvagem. O depoimento de um soldado aliado recorda o fato sinistro que seguramente ficou gravado para sempre em sua memória, durante uma noite de espreito no pântano:

"Entre o esporádico som dos disparos podíamos ouvir aterrorizados os gritos dos japoneses feridos, dilacerados pelas mandíbulas dos enormes répteis, e o inquietante e alarmante som dos crocodilos girando criava uma cacofonia infernal que rara vez se igualou na Terra. Ao amanhecer chegaram os abutres para limpar o que os crocodilos haviam deixado..."

Estima-se que o total de mortos no pântano atingiu várias centenas. Ainda entre tanta tragédia, aproximadamente 500 soldados japoneses conseguiram escapar e se unir a sua tropa. Uma vez finalizados os disparos e a resistência, os aliados adentraram a zona do pântano e resgataram somente 20 sobreviventes.

O Guinness Book of Records atribui a esse episódio o título de "O maior desastre causado por animais".




FONTES: Wild World - Natural History from around the world - http://iberianature.com/

Metamorfose Digital - http://www.mdig.com.br/?itemid=7963

Nenhum comentário:

Postar um comentário